Biografia

Em 1984, a carreira do jovem Tom Hanks explodiu. Ele se tornou prontamente conhecido desde que estrelou a comédia romântica “Splash: Uma Sereia em Minha Vida”. A partir daí, o ator emendou uma sequência de excelentes obras, em uma quantidade que certamente poucos nomes da história da sétima arte podem se gabar que participaram. Entre os bons filmes desta época está “Um dia a Casa Cai” (1986). Ao todo, Tom Hanks foi indicado ao Oscar de “Melhor Ator” em cinco oportunidades. A primeira por “Quero Ser Grande”, ainda em 1988.

Posteriormente vieram duas nomeações na sequência em 1994 e 95. “Philadelphia” o alçou a vencer o prêmio pela primeira vez. Vitória que se repetiu pelo clássico “Forrest Gump: O Contador de Histórias”. Logo seguida ao marcante papel no filme de Robert Zemeckis, veio um novo e emocionante desafio para o ator: “Apollo 13” (1995).

Quatro anos mais tarde, novo sucesso com “O Resgate do Soldado Ryan”, e mais uma indicação. E no mesmo ano da filmagem do emblemático longa de guerra, o ator teve êxito em um romance fortemente aclamado pela crítica. Não apenas mais uma prova do talento de Hanks mas também uma escolha que se mostrou acertada em relação à parceria com Meg Ryan. Assim, nascia “Mensagem para Você” (1998). “Náufrago” (2000), com toda a certeza, também valia uma lembrança por parte da Academia, e veio após Hanks emocionar ao mundo todo com seu talento.  Em 2020, o ator brigou pela honra de “Melhor Ator Coadjuvante” por “Um Lindo Dia na Vizinhança”.

Também com Tom Hanks:

Prenda-me Se For Capaz (2002)

O Código da Vinci (2006)

O Círculo (2017) 

Veja mais notícias relacionadas a Tom Hanks:

Veja cinco filmes com performances marcantes de Tom Hanks