“Jim” e Stifler” comandam as confusões destes amigos

Entre spin-offs e os filmes da saga principal, “American Pie” tornou-se surpreendentemente uma das franquias mais queridas do cinema. O primeiro longa, por sinal, marcou o trabalho de estreia dos irmãos Chris e Paul Weitz na direção de um filme. E decerto foi a primeira boa oportunidade nas carreiras de Jason Biggs, Chris Klein, Alyson Hannigan, Mena Suvari, Seann William Scott, Tara Reid e Thomas Ian Nicholas.

American Pie: A Primeira Vez é Inesquecível (1999)

No primeiro longa conhecemos a personalidade de todos. Logo vemos como são diferentes as coisas para “Jim” (Jason Biggs) e “Steven Stifler” (Seann William Scott), principalmente em relação às garotas. Assim, depois de uma festa malsucedida promovida pelo garanhão “Stifler”, “Jim” e o resto de seus amigos fazem um pacto para perderem a virgindade na noite de formatura.  Clique aqui para assistir!

Se liga no trailer:

American Pie 2: A Segunda Vez é Ainda Melhor (2001)

Nesta continuação estão todos os atores e atrizes do primeiro filme. E como o próprio subtítulo já diz, tudo fica ainda mais interessante já que todos agora estão na universidade. Para unir os amigos do colégio novamente e agitar o verão, “Kevin” (Thomas Ian Nicholas) resolve propor uma grande festa no lago. Clique aqui para assistir!

Chris Klein, Seann William Scott, Jason Biggs, Eddie Kaye Thomas e Thomas Ian Nicholas em cena de "American Pie: A Segunda Vez é Inesquecível" (2001)

Chris Klein, Seann William Scott, Jason Biggs, Eddie Kaye Thomas e Thomas Ian Nicholas em cena de “American Pie: A Segunda Vez é Inesquecível” (2001)

American Pie: O Casamento (2003)

“Jim” (Jason Biggs) e “Michelle” (Alyson Hannigan) vão se casar, mas resolvem não chamar “Stifler” (Seann William Scott). Tudo ia bem até que todos conhecessem uma versão “boa e elegante” do malandro. Tudo para conseguir dar em cima da irmã de “Michelle” e ainda não perder o casório do amigo do colégio. Clique aqui para assistir!

Confira outras notícias relacionadas:

Politicamente incorreto marca o filme “Superbad – É Hoje”

 

 

Compartilhe: