Título abriu uma saga de muito sucesso no gênero de ação

“Duro de Matar” segue sendo um dos maiores filmes de ação de todos os tempos, assim como uma opção valiosa para curtir no dia de Natal. O longa teve um processo de criação curioso mas que nada atrapalhou o resultado final. Clique aqui para assistir!

Bruce Willis

Como mencionado acima, “Duro de Matar” contou com várias mudanças drásticas de roteiro ao longo da sua produção. Bruce Willis só acabou sendo escolhido como protagonista após os responsáveis convidarem uma série de  atores mais gabaritados na época. Harrison Ford e Arnold Schwarzenegger estavam entre estes nomes, só que o destino quis mesmo Willis neste título.

Vilão

É difícil cravar que este seja o papel da vida de Alan Rickman. Aliás, vale ressaltar que anos mais tarde ele daria vida ao “Professor Snape” na saga de “Harry Potter”. Até por isso, muitos deixam de lembrar desta sua passagem pelo gênero de ação. Mas certamente não deveriam pois “Hans Gruber” é um terrorista alemão em busca de dinheiro fácil. Para isso, ele foi até Los Angeles pensando em aplicar um milionário golpe em uma multinacional chamada “Nakatomi Trading”.

Se liga no trailer:

Prédio

E isso já nos leva a outro motivo pelo qual vale a pena assistir este filmão. O prédio onde a história se passa obviamente é real, mas o fato de ser sede do escritório da 20th Century Studios em Los Angeles chama a atenção. O local não estava totalmente concluído na época das gravações e serviu perfeitamente para o enredo explosivo. Também foi utilizado para produzir cenas de outros filmes como “Os Cabeça de Vento” (1994) e “Clube da Luta” (1999).

Fox Plaza ao fundo em cena de "Duro de Matar" (1988)

Fox Plaza em cena de “Duro de Matar” (1988)

Filme de Ação dos Anos 1980

É óbvio que “Duro de Matar” vem carregado de uma série padrões que mostram como o filme transpira os anos 1980. Explosões, saltos, tiros, brigas, cenas surreais, etc. Todo o pacote completo dos títulos daquela época está aqui, porém, é claro, feito de uma forma muito boa. O que fez com que este filme fosse apenas o ponto de partida para uma saga que viria a invadir o século XXI.

Quebra de Clichês

Embora tenha praticamente todos estes pontos batidos dos clássicos da ação dos anos 1980, “Duro de Matar” foi um pouco além. Seu diretor John McTiernan soube buscar outros aspectos que tornariam seu protagonista mais humano. Exemplo é “John McClane” (Bruce Willis) não ser imbatível ou mesmo invencível. Ele é apenas um policial de Nova York que estava em busca de uma reconciliação com sua esposa mas acabou no lugar errado e na hora errada.

Confira outras notícias relacionadas:

Confira como está o elenco de “Clube da Luta” (1999)

 

Compartilhe: