Veja cinco motivos para curtir esta comédia nacional

Marcus Majella

Certamente é um dos principais e conhecidos humoristas brasileiros dos últimos anos. É também mais um nome que se consagrou com o programa “Vai Que Cola”. Tanto que posteriormente migrou seu personagem para uma atração própria chamada “Ferdinando Show”. Em “Um Tio Quase Perfeito”, o  ator interpreta o malandro tio “Tony”. Por consequência de um despejo, ele e sua mãe “Cecília” (Ana Lucia Torre) acabam próximos dos filhos de “Angela” (Leticia Isnard), irmã do sujeito. Clique aqui para assistir!

Humor Leve

A pegada do humor é bem leve aqui, como não poderia deixar de ser diferente neste tipo de comédia familiar. Só que mesmo assim podemos considerar as piadas criativas. O longa é divertido e cumpre bem seu papel de entreter com situações do cotidiano da maioria das famílias brasileiras.

Se liga no trailer de “Um Tio Quase Perfeito” (2017):

Lembra filmes clássicos

Tanto que nos lembra de alguns títulos clássicos e que são bem parecidos na proposta. Vemos então o desenrolar da trama conforme a relação com as crianças ganha corpo. Podemos citar como exemplo de um filme semelhante o divertido e inesquecível “Uma Babá Quase Perfeita” (1993) com Robin Williams.

Situações do cotidiano

“Tony” é um malandro que não tem carrega uma grande história de superação ou mesmo exemplar. Na verdade, ele tem uma relação bem ruim com sua irmã “Angela” e consequentemente seus sobrinhos. Eles têm personalidade forte mas nada que um bom tempo juntos não possa resolver.

Parte 2 vem aí…

“Tony” e seus sobrinhos estão de volta às telonas neste começo de 2021 com “Um Tio Quase Perfeito 2”. Nova chance para conhecer esta história já que ela parece ter caído mesmo no gosto dos brasileiros.

Confira outras notícias relacionadas:

“O Casamento de Romeu e Julieta” revive ano de 1999

 

Compartilhe: