Canção do Survivor explodiu após o filme

“Rocky III: O Desafio Supremo” é o terceiro filme da saga do boxeador “Rocky Balboa”, estrelado por Sylvester Stallone. A continuação aqui marca uma nova fase para o herói da Philadelphia, onde a fama e a riqueza marcam essa etapa de sua vida. Clique aqui para assistir!

Três anos após derrotar “Apollo Creed” (Carl Weathers) e conquistar o título de campeão mundial dos pesos pesados, “Rocky” já defendeu sua posição por 10 vezes. Foram 10 vitórias avassaladores para o “Garanhão Italiano” que agora é ídolo nacional. Porém, o consagrado lutador canhoto já ensaiava sua aposentadoria. E esse plano tinha total apoio de seu treinador “Mickey Goldmill” (Burgess Meredith).

Isso porque já notava a falta de gana de seu pupilo nos últimos tempos. Mas não só por isso “Mickey” desejava o fim, mas também por enxergar a ameadora ascensão de “Clubber Lang” (Mr.T). O pugilista de Chicago vinha subindo rapidamente no ranking ao passo que fazia vítimas e mais vítimas nos ringues.

Relembre “Rocky III: O Desafio Supremo”: 

Só que após uma discussão pública o confronto se torna inevitável. Inesperadamente, porém, “Mickey” sofre um infarto momentos antes do duelo. Mal-preparado,”Rocky” perde por nocaute e ainda vê seu treinador falecer na sequência. “Lang” é declarado o novo campeão mundial enquanto que o orgulho da Philadelphia prepara-se para uma melancólica aposentadoria.

Entretanto esse cenário muda repentinamente quando “Apollo Creed” oferece ajuda a “Rocky” em troca de um grande favor. Embora relutante, “Balboa” segue até a Califórnia para treinar no antigo ginásio onde “Creed” tornou-se lutador. Antes um grande rival de “Rocky”, “Apollo” vai tentar com a ajuda de seu treinador “Tony Duke” (Tony Burton) reviver o espírito guerreiro do “Garanhão Italiano”.

Primeiro, será preciso regatar o “Olho do Tigre” perdido por “Rocky”. Para posteriormente ensinar o boxeador habilidades de movimentação no boxe, uma vez que “Balboa” é um lutador de rua e com pouca técnica. É sob esse cenário que a revanche entre “Lang” e “Balboa” se desenha.

 

Compartilhe: