Título teve participação fundamental de Romário

“Baú do Esporte” segue trazendo para os amantes do futebol grandes capítulos do futebol brasileiro nas últimas décadas. O duelo da vez certamente é um dos mais emocionantes e imprevisíveis jogos vistos em território nacional. Sem exageros, a decisão da Copa Mercosul em 2000 entre Palmeiras e Vasco será lembrada por muitos anos. Clique aqui para assistir!

Juninho Paulista conta detalhes do embate, ele que na época era meia do time carioca. A voz responsável por trazer as emoções da decisão foi Galvão Bueno. O palco foi o antigo Palestra Itália, casa alviverde. Mas antes de mais nada é preciso ressaltar que a Copa Mercosul tinha o peso de uma competição sul-americana abaixo da Libertadores. Mesmo assim, o vencedor do confronto levaria para casa uma taça internacional.

Romário em ação contra o Palmeiras na final da Copa Mercosul de 2000

Romário durante duelo entre Palmeiras e Vasco

Para definir o campeão foram necessárias três partidas: a primeira em São Januário foi vencida pelo Vasco. Em seguida, um encontro em São Paulo com resultado oposto. Assim, o jogo no Palestra em 20 de dezembro de 2000 realmente definiria o campeão.

E é justamente sobre o derradeiro duelo que o “Baú do Esporte” aborda. Em campo estavam alguns dos mais importantes nomes do futebol brasileiro naquele período. Podemos citar Romário, Euller, Juninho Pernambucano, Juninho Paulista, Helton. Infelizmente para o Verdão, todos com a camisa cruz-maltina.

Vasco faz campanha para vender ingressos simbólicos para reexibição da partida:

Mesmo assim o time da casa saiu na frente dominando como poucas vezes foi visto em uma final. Mas o Vasco, comandado por Joel Santana, tinha qualidade de sobra para buscar a desvantagem. Especialmente porque contava com o baixinho Romário. Sempre um fator decisivo e que mais uma vez faria valer sua fama de artilheiro.

Compartilhe: