Emocionante título coroou carreia do ator

“Perfume de Mulher” (1992) é uma adaptação de Bo Goldman e tem direção de Martin Brest. O longa é considerado um dos melhores da década de 1990. Como resultado, foi nomeado na categoria Melhor Filme do Oscar em 1993. Além disso, consagrou Al Pacino com uma estatueta na mesma edição da festa. Clique aqui para assistir!

Al Pacino

O grande Al Pacino havia sido indicado sem sucesso seis vezes até o momento em que foi novamente lembrado pela Academia do Oscar por “Perfume de Mulher”. Por sinal, foi indicado na ocasião ao mesmo tempo nas categorias Melhor Ator e Melhor Ator Coadjuvante (por O Sucesso a Qualquer Preço). Mas foi somente em virtude deste drama que o ícone do cinema levou sua estatueta para casa.

Se liga no trailer: 

Trama de Bo Goldman – refilmagem de um filme italiano de 1974

O longa lançado em 1992 é na verdade uma adaptação do clássico italiano “Profumo Di Donna” (1974). E por certo a história já é um grande atrativo. “Frank Slade” é um rancoroso coronel do Exercito, deficiente visual, que contrata um humilde aluno para acompanhá-lo ao longo de um final de semana em grande estilo em Nova York.

Tango

A cena de Al Pacino dançando tango é um marco deste longa e certamente um dos principais motivos pelos quais ele é lembrado até hoje. “Por Una Cabeza”, de Carlos Gardel, foi a música escolhida para o charmoso militar dançar ao lado da atriz Gabrielle Anwar (Donna).

Gabrielle Anwar e Al Pacino em cena dançando tango em "Perfume de Mulher" (1992)

Gabrielle Anwar e Al Pacino em cena de “Perfume de Mulher” (1992)

Ferrari

E definitivamente este clássico vale a pena muito pelos detalhes. Sendo assim, vale lembrar mais uma cena de Al Pacino, desta vez acompanhado mais de perto por Chris O’Donnell. O amargurado coronel segue seu final de semana em grande estilo, e em determinado momento esses dois acabam saindo de uma luxuosa concessionária com uma Ferrari de test-drive. E é claro que ao volante está o inconsequente coronel.

Chris O’Donnell

Mas apesar de momentos divertidos e bonitos, “Perfume de Mulher” é sobre o drama vivido pelo personagem de Al Pacino. No filme vamos conhecendo as particularidades do tenente-coronel através de “Charlie” (Chris O’Donnell) e é justamente este o motivo da atuação em si ser realmente marcante. Tenso quando precisa, leve quando dá e emocionante até seu final.

Veja outras notícias relacionadas:

“Um Dia de Cão” conta história surpreendente com Al Pacino

 

Compartilhe: