Atriz concorreu ao Oscar de Melhor Atriz por “A Teoria de Tudo”

Felicity Jones já é uma das grandes atrizes de sua geração. “Rogue One: Uma História Star Wars”, “A Teoria de Tudo” e “Suprema” são alguns dos filmes em que trabalhou recentemente. Em comum entre eles, o sucesso de público e crítica.

Junto com Eddie Redmayne, fizeram sucesso em “A Teoria de Tudo”, e agora voltam a contracenar juntos no longa “Os Aeronautas”. Uma história para ficar ligado, visto a qualidade do elenco e a direção de Tom Harper (Guerra & Paz). Para entrar no clima da estreia das telonas, confira abaixo uma retrospectiva com cinco títulos de Felicity Jones que estão disponíveis no NOW:

Teoria de Tudo (2014)

O filme é a cinebiografia do renomado astrofísico Stephen Hawking, aqui interpretado por Eddie Redmayne. O longa nos mostra seus precoces traços de genialidade, os notáveis feitos acadêmicos, sua relação com com a doença degenerativa que limitou seus movimentos durante anos, além do romance com Jane Wide. Aliás, o relacionamento entre os dois jovens, que se conheceram em Cambridge e mais tarde se casaram, recebe um olhar bem sensível. E a dedicação de Jane ao marido, referência da humanidade, é digna de ser retratada pelo longa. Eddie Redmayne levou o Oscar de Melhor Ator com “A Teoria de Tudo”. Felicity Jones, por sua vez, foi indicada, mas não ficou com o prêmio de Melhor Atriz na ocasião. Clique aqui para assistir! 

Veja o trailer de “A Teoria de Tudo”: 

Sete Minutos Depois da Meia-Noite (2016)

Felicity Jones interpreta a mãe de “Conor” (Lewis McDougall). O garoto de 13 anos sofre bastante com os atuais problemas em sua vida. E eles não são poucos: a ausência de seu pai, sua mãe tem câncer em um estágio terminal, sua avó é uma megera e lhe trata mal e por fim, ainda sobre com os valentões do colégio. Entretanto, “Conor” vai encontrar em uma misteriosa árvore em seus sonhos, uma oportunidade para fugir um pouquinho da dura realidade. Ao passo que conta suas histórias à árvore, ela lhe retribui levando passagens mágicas de seu conhecimento ao garoto. Antes de mais nada, uma forma de abraçá-lo com a fantasia. Clique aqui para assistir! 

Suprema (2018)

Ruth Bader Ginsburg foi um dos maiores símbolos da luta das mulheres nos Estados Unidos a partir das décadas de 1960 e 1970. Formada em direito nas conceituadas Harvard e Columbia, ela sofreu fortemente com o preconceito de gênero ao se lançar no mercado. Foi obrigada, por exemplo, a esconder sua segunda gravidez de seus patrões, devido a possíveis sanções das leis trabalhistas da época. De tal forma que Felicity Jones interpreta neste filme a advogada que ao longo dos anos promoveu importantes batalhas jurídicas pelos direitos das mulheres após tornar-se professora. Clique aqui para assistir! 

Se liga no trailer de “Suprema”:

Caindo no Mundo (2010)

Um retrato de uma pequena cidadezinha da Inglaterra nos anos 1970. Em resumo, os jovens dali buscam desesperadamente uma forma de sair para descobrir o mundo. Entre esses garotos, estão “Freddie” (Christian Cooke) e seus dois amigos bons de farra “Bruce” (Tom Hughes) e “Snork” (Jack Doolan). Inesperadamente, “Freddie” começa a se sentir vazio e a questionar o rumo boêmio que tomou na pequena cidade. Porém, quando encontrar “Julie”, filha de seu novo chefe, “Freddie” rapidamente vai se apaixonar. Com isso, terá que tomar um rumo ao lado de seus amigos e seus diferentes dilemas. Clique aqui para assistir! 

Inferno (2016) 

Aqui Felicity Jones atua ao lado de Tom Hanks. Ela é “Sienna Brooks”, uma médica que junto do simbologista “Robert Langdon” (Tom Hanks), vai tentar impedir a disseminação de um vírus pela Europa. Ele acorda em Florença em virtude de um ataque a tiros. Apesar dos cuidados de “Sienna”, “Robert” será atacado novamente e notará estar dentro do universo da obra de “Inferno de Dante”, de Dante Alighieri. Ambos buscarão respostas… Clique aqui para assistir!

Confira o trailer: