Bola parada foi determinante para o triunfo brasileiro na Arena do Grêmio

Grêmio e Renato Gaúcho, uma combinação vitoriosa na Libertadores da América. O Tricolor Gaúcho passou pelo Libertad, do Paraguai, nesta quinta-feira (25), em jogo isolado das oitavas de final.

Comandados pelo selecionável Everton, o Grêmio criou boas chances e deu trabalho para o goleiro Martín Silva. A primeira intervenção do arqueiro veio logo aos três minutos de bola rolando, justamente em chute do camisa 11. Entretanto, o zero a zero não saiu do placar no primeiro tempo.

Mas a coisa esquentou logo de cara na etapa complementar. Pedro Geromel foi expulso pelo árbitro Esteban Ostojich após entrada muito violenta em Edgar Benítez. Inicialmente, o zagueiro havia recebido apenas um cartão amarelo. Mas com auxílio do VAR, a decisão de campo foi alterada.

Pior para os donos da casa que precisaram jogar o segundo tempo quase inteiro com um jogador a menos. E foi aí que apareceu um herói inesperado. Diego Tardelli surgiu na área adversária para marcar um belo gol. O tento foi muito comemorado na Arena, pois o atacante vivia má fase e começava a conviver com duras críticas no Sul.

Confira o desabafo de Tardelli em entrevista ao Fox Sports, na saída do campo:

A qualidade do Grêmio ficou evidente no duelo desta quinta (25), apesar das dificuldades impostas pelo Libertad-PAR e pela expulsão precoce de seu camisa 3. Ainda assim teve tempo para mais um gol: David Braz fez de cabeça, aos 38 minutos da etapa final.

Na volta, em Assunção, a equipe brasileira pode perder até por um gol de diferença.

Não quer perder nenhuma partida da Libertadores da América, mas ainda não é cliente Claro residencial? Assine já!