Se for campeão, suíço chegará ao 103º título profissional

Roger Federer venceu Rafael Nadal por três sets a um, e está na final de Wimbledon pela 12ª vez na carreira. No Domingo (14), ele enfrenta Novak Djokovic, e se vencer, levantará o nono título do Grand Slam britânico.

Federer e Nadal travaram mais uma batalha, dessas que é uma maiores rivalidades do esporte. O último encontro entre os dois em Wimbledon, havia sido há 11 anos. Na ocasião, o espanhol conquistou o bicampeonato em tarde épica.

Nesta sexta-feira (12), o vencedor foi diferente. Três sets a um para o suíço. Parciais de 7/6 (3), 1/6, 6/3 e 6/4, em pouco mais de três horas de jogo. Federer atuou em alto nível em quase todo o confronto. Teve uma quebra brusca no segundo set, onde Nadal dominou.

Grande ponto entre os dois tenistas:

Mas rapidamente Federer se encontrou e reassumiu o controle da partida. Com bom aproveitamento dos pontos no serviço, o cabeça de chave número 2 minou qualquer reação do “Touro Miúra” espanhol. Federer também arriscou mais: foram 51 winners do suíço contra 32 do espanhol.

Roger Federer pode, aos 37 anos, ser campeão de um torneio do Grand Slam pela 21ª vez. É o recordista absoluto na história do tênis.

Festa para o suíço após fechar o jogo:

Novak Djokovic será o rival de Federer na decisão. Mais cedo, o sérvio eliminou o espanhol Roberto Bautista Agut, por três sets a um. A luta do número 1 do mundo será pela quinta taça em Wimbledon. O bicampeonato seguido. Pode ser também o seu 16º título de Grand Slam.

“Djoko” na final:


Djokovic levou a melhor sobre Federer em 25 oportunidades até aqui no circuito. Já Federer saiu vencedor 22 vezes.

A final da chave masculina de Wimbledon acontece no próximo domingo (14).

O SporTV 3 (canal 537 da Net) transmite com exclusividade a partida a partir das 09h30.

Não quer perder nenhuma partida do torneio de Wimbledon, mas ainda não é cliente Net? Assine já!