Norte-americanas são recordistas de taças, com três

Os Estados Unidos bateram a Inglaterra em jogo cheio de rivalidade, nesta terça-feira (02). As norte-americanas fizeram dois a um no placar, e estão garantidas na final da Copa do Mundo de Futebol Feminino.

Megan Rapinoe, principal jogadora dos EUA, surpreendeu ao não entrar em campo devido a uma lesão na parte posterior da coxa. Sua substituta, Christen Press, foi às redes na semifinal. Ela abriu o marcador em favor das norte-americanas.

As inglesas reagiram rápido na partida. Ellen White, antes dos 20 minutos de partida, já havia empatado o placar. Mas 10 minutos depois, foi a vez da atacante Alex Morgan, de cabeça, colocar novamente os EUA na frente: 2 a 1. Na comemoração, ela simulou beber uma xícara de chá. Provocação à histórica tradição inglesa.

As redes não balançaram mais no duelo. Porém o segundo tempo reservava uma grande emoção. As inglesas tiveram um pênalti marcado pela árbitra brasileira, Edina Alves. Houghton bateu fraquinho, e a goleira norte-americana Naeher pegou. Ainda deu tempo da defensora inglesa, Bright, ser expulsa por forte entrada em Morgan.

Os Estados Unidos vão encarar na final o time vencedor da partida entre Holanda e Suécia.

Veja a torcida norte-americana torcendo por suas jogadoras, em Chicago (EUA):


Confira o horário e o local da segunda semifinal da Copa do Mundo de Futebol Feminino:

Holanda x Suécia – quarta-feira (03), às 16h – Lyon – SporTV (canal 539 da Net)

Não quer perder nenhum lance da Copa do Mundo de Futebol Feminino, mas ainda não é cliente Net? Assine já!