Tragédia no Vietnã resulta em “Chucky” descontrolado

Em 2019 foi lançado um remake do clássico longa “Brinquedo Assassino” (1988). Com direção de Lars Klevberg, a nova trama nos apresenta um vilão mais moderno, porém a premissa praticamente segue a mesma.  Clique aqui para assistir!

Como no original, “Andy” (Gabriel Bateman) é um garoto um tanto quanto solitário e tímido que igualmente mora com sua mãe solteira. “Karen” (Aubrey Plaza) lhe presenteia com um boneco “Buddi”, que é o sucesso do momento. Só que no remake, o boneco é altamente tecnológico, capaz de conectar-se à internet, aos outros eletrônicos da casa, e também tem a habilidade de aprender coisas pelo processo de assimilação.

Cena de "Brinquedo Assassino" (2019) com "Chucky".

Cena de “Brinquedo Assassino” (2019)

Mas o que mãe e filho não sabem é que o boneco específico que têm em mãos tem uma tragédia em sua história. Por outro lado, ele logo ajuda o tímido garoto a fazer amizades na vizinhança. Como resultado destas novas companhias para “Andy”, o boneco, agora chamado de “Chucky”, começa a assistir filmes de terror. Absorvendo assim muita informação violenta.

Se liga no trailer de “Brinquedo Assassino” (2019):

Se a saga originada nos anos 80 seguiu para além dos três primeiros filmes lançados na década, com direito ao boneco seguindo “Andy”, interpretado por Alex Vincent, até mesmo no Exército, esta iniciada recentemente também tem tudo para ter como resultado uma série de títulos em sequência.

Confira outras notícias relacionadas:

Vem curtir no NOW o mais recente “Sexta-Feira 13” (2009)

 

Compartilhe: