Obra foi lançada em 1992

“Batman – O Retorno” marca literalmente o regresso das pessoas que fizeram o longa inicial desta saga um verdadeiro sucesso. Em especial, o diretor Tim Burton e o protagonista Michael Keaton. Apesar de ser com a temática de herói, este filme é sombrio, cheio de mistérios, ao mesmo tempo violento e sensual, e de fato, tem a cara de seu diretor. Clique aqui para assistir!

A cena marcada pela primeira vez que nos deparamos com “Bruce Wayne” (Michael Keaton) é fantástica. Sentado em seu escritório, o “Homem-Morcego” recebe o chamado do “Bat-Sinal”. Um show! Assim como o primeiro filme da saga, este também tem um lado lúdico muito forte. Os dois vilões passam por processos tenebrosos para virarem os monstros que são hoje: “Pinguim” (Danny DeVito) e a “Mulher-Gato” (Michelle Pfeifer).

“Oswald Cobblepot” nasceu deformado e logo foi abandonado por uma rica família de aristocratas de “Gotham City”. Ele acaba sendo criado por pinguins após ser jogado no esgoto por seus pais. (sim, o filme é muito sinistro). Consequentemente criando uma verdadeira estrutural monumental debaixo da cidade para realizar suas maldades. Agora, o milionário “Max Schreck” (Christopher Walken) deseja vê-lo como prefeito.

Batman – O Retorno (1992): 

E o “Homem-Morcego” ainda precisa enfrentar a sensual “Mulher-Gato” enquanto lida com os planos do “Pinguim” de se tornar popular em “Gotham City”. Aliás, um fato curioso sobre a personagem é que os posters do filme colocados na época eram constantemente roubados. Tamanho o sucesso que Michelle Pfeiffer teve com o papel. E justamente pois seus trejeitos, ainda como “Selina Kyle”, impressionam mesmo.

Por certo o estilo sombrio de Tim Burton casa perfeitamente com o universo de “Batman”. A continuação do filme de 1989 nos trouxe algumas mudanças e muito mais tensão. O clima natalino somado ao gelo do inverno de “Gotham City” criam o ambiente perfeito para a cidade do herói.

No final, temos a percepção de que o elenco foi escolhido com precisão. Com Michael Keaton revivendo o sucesso anterior, Michelle Pfeiffer intensa na pele da vilã felina, e Danny DeVito dando vida a”Oswald Cobblepot”. Atenção também para a cena da morte do “Pinguim” pois ela representa um grande desfecho. Mais uma vez, ótima escolha de Burton!

 

 

 

 

Compartilhe: