Longa francês foi lançado em 2011

A comédia francesa “Intocáveis” foi baseada na amizade entre o o rico empresário Philippe Pozzo di Borgo e o argelino Abdel Yasmin Sellou. O filme dirigido por Olivier Nakache e Éric Toledano mostra com muita leveza a aproximação de duas pessoas totalmente diferentes, com classes sociais distintas. Clique aqui para assistir!

Conhecemos “Philippe” (François Cluzet) e sua condição especial logo no início quando procuram um novo cuidador para acompanhá-lo. Ele é tetraplégico. Também é branco, milionário, erudito, polido. Ao mesmo tempo em que ele esbanja infelicidade. Está cansado do ambiente de sua mansão onde todos o olham com pena, muito em razão dos cuidadores escolhidos anteriormente.

Isso muda subitamente quando “Philippe” se depara com o irreverente “Driss” (Osmar Sy). Este é jovem, negro, pobre, de família de imigrantes, briguento. Mas o mais importante para “Philippe” é que o rapaz não o trata como uma vítima. Esquecendo praticamente o tempo todo de sua deficiência. Vemos isso mais para frente, já que “Driss” foi o escolhido para a função de novo cuidador.

Confira o trailer de “Intocáveis”: 

O jovem não leva o menor jeito para realizar a tarefa que se dispõe. Entretanto a forma com que mergulha de imediato na realidade de “Philippe” gera empatia rapidamente. O milionário retribui. Apresenta um novo mundo a “Driss”. O que nos permite ver que, na verdade, os dois tem muito em comum na forma de apreciar a vida.

As cenas geradas pela imersão mútua na realidade de cada um são hilariantes. Como quando o nobre empresário cede aos prazeres de fumar um baseado de maconha ou quando recebe massagem de garotas asiáticas.

Osmar Sy e François Cluzet em cena de “Intocáveis”: 

O filme não entra em questões mais densas como críticas ao racismo, xenofobia, e também ao preconceito entre classes sociais distintas. Mas a comédia explora como poucas a relação entre esses dois tipos. Também a forma como cada um pode proporcionar ao outro momentos de felicidade ímpares. O resultado foi o verdadeiro sucesso de bilheteria que o longa teve na França.

 

 

 

 

Compartilhe: