Produção da Netflix venceu na categoria Melhor documentário em curta metragem

No último domingo (24), a Netflix viu duas de suas produções levando a estatueta pra casa. Alfonso Cuáron venceu como Melhor Diretor e o seu filme Roma levou nas categorias Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Fotografia, mas o que é interessante mesmo destacar foi a vitória do documentário Absorvendo o Tabu (Period. End of Sentence) na categoria de Melhor Curta. A produção da americana descendente de iranianos Rayka Zehtabchi aborda o tabu da menstruação na Índia, mostrando uma sociedade que não debate sobre o tema e mulheres que nem sequer sabem o significado do período menstrual e demonstram vergonha ao falar do assunto.

Pra se ter uma ideia, muitas meninas se veem obrigadas a sair da escola depois de ficarem menstruadas e são impedidas de frequentar lugares públicos e até mesmo rezar por serem consideradas sujas e amaldiçoadas durante o sangramento. Mas o problema de saúde também se faz presente e é ainda mais preocupante, já que a maioria das mulheres usam pedaços velhos de pano, que são inclusive reaproveitados a cada mês, sem que haja a higiene necessária.

Por essa realidade ser absolutamente distante da nossa não é improvável que logo no início da produção você sinta uma certa estranheza, mas sem dúvidas a mensagem que o documentário passa é importante em vários aspectos, desde mostrar o quanto o machismo influencia os hábitos das mulheres indianas, até a celebração do primeiro emprego tardio de algumas delas, mostrando a falta de espaço e oportunidades no mercado de trabalho.

O documentário foi produzido por Melissa Berton e financiado por estudantes da Oakwood High School, que fizeram ações para levantar o dinheiro necessário para o curta, como venda de bolos e financiamento coletivo. A máquina usada pelas indianas também foi paga pelas alunas, que não somente enxergaram aquela comunidade, como também se prontificaram a tentar solucionar o problema.

Absorvendo o Tabu tem  26 minutos de duração e conta com uma fotografia rica nos detalhes do cotidiano das pessoas, com imagens da pequena comunidade. Ficou interessado e quer assistir? É só clicar aqui.

Ainda não é cliente NET? Não perca tempo, agora você consegue contratar o Netflix no seu plano de TV. Assine já!